Reescritura Paddock-1º Parte:Romain Grosjean;Sebastian Vettel;Fórmula-E

Publicado: 19/05/2016 por Matheus Maia em Início

POR MATHEUS MAIA

Pois bem, estou de volta com um tema bem interessante, nostálgico também, sobre quatro pilotos e uma categoria que foram inspirações para artigos, de minha autoria, à um tempo atrás. Datados de 2013 e 2015, muito mudou até os dias de hoje. Hoje tratarei de recapitular o franco-suíço Romain Grosjean, o tetra-campeão Sebastian Vettel e da revolucionária Fórmula-E. Vamos ao que importa:

Romain Grosjean

Na época, como descrito no artigo, o ex-Lotus estava na equipe inglesa e dava trabalho, parceiro de “El Maldonado”, teve muitos acidentes e punições na carteira. Continuou na Lotus e daí se distanciou de seu companheiro, nos quesitos habilidade e competência dentro das pistas. Seguiu um piloto de pelotão intermediário e se via cada vez mais prejudicado pelo carro decadente dos ingleses. Agora na Haas, Romain mostrou o talento e o arrojo que já lhe renderam boas posições entre os 10 primeiros, tais como 6º,5º e 8º em Austrália, Bahrein e Russia.

Romain Grosjean com a sua Haas na Catalunya(Grosjean/F1fanatic.co.uk)

Romain Grosjean com a sua Haas na Catalunya(2016/Grosjean/F1fanatic.co.uk)

Companheiro atualmente de Gutierrez, espero vôos altos para o francês, creio que um titulo em um futuro próximo esteja mais perto do que imaginemos. Até lá, só torcer.

Sebastian Vettel

Esse alemão viria a se tornar tetra-campeão em 2013 e dar um final ao sua bateria de quatro títulos, mas o que Vettel fez depois de seu tetracampeonato? Teve um 2014 bem dificil, tendo resultados bem positivos e outras vezes, Mônaco, por exemplo, teve que abandonar a corrida por problemas recorrentes no motor Renault, que ficou claro não ser confiável. Muitas vezes a Red Bull o mandava dar a posição para seu companheiro de equipe, Daniel Ricciardo, o que deixou Sebastian furioso com a equipe.

Sebastian Vettel em Jerez de La Frontera(Vettel/f1fanatic.co.uk)

Sebastian Vettel em Jerez de La Frontera(2015/Vettel/f1fanatic.co.uk)

Em 2015 foi para a Ferrari e já na Malásia conseguiu levar a equipe italiana para a vitória, repetindo seu feito na Hungria e Singapura. Com a Mercedes tendo mais sorte e melhores conjuntos, Vettel não pode chegar ao seu pentacampeonato. Esse ano, com um carro que em apenas duas etapas já se mostrou forte e não-confiável ao mesmo tempo, espero que o alemão faça bem o que mais sabe fazer e lute pelo título em 2016, para acabar de vez com essa hegemonia hegemonia alemã, que ironicamente, acabou com a sua. Desejo sorte, pois talento se tem de sobra.

Fórmula-E

A categoria “eletrizante” que não polui e tem tido resultados bem satisfatórios, além de muitas equipes, disputas de tirar o fôlego, traçados apertados e inovadores e pilotos que já escreveram/estão escrevendo seus nomes no automobilismo mundial. Um dos fatos mais surpreendentes é o grande número de ex-F1’s que a categoria vem recebendo em suas duas temporadas, além de “novatos” e alguns menos conhecidos que escolheram participar para elevar seu status no cenário global.

Monopostos elétricos em Beijing, China, na temporada inaugural de 2014/2015(REUTERS/Barry Huang/http://papayaorange.com.br)

Monopostos elétricos em Beijing, China, na temporada inaugural de 2014/2015(REUTERS/Barry Huang/papayaorange.com.br)

Nelson Piquet Jr., vulgo Nelsinho, venceu a primeira edição, que foi composta por 10 equipes, e múltiplos pilotos, que realizavam um rodizio dentro de suas equipes, prática que vem até aos dias de hoje, com mudanças e descontinuidade para entrada de novos competidores, não havendo uma base fixa para cada time. Esse ano, Lucas Di Grassi(126) vem liderando com uma pequena sobra para Sebastian Buemi(115), o atual campeão, teve uma queda significativa e está apenas em 15º com 4 pontos, atrás de Bruno Senna, que se situa na 12º posição com 24 pontos. No mundial de construtores, Renault e.Dams,França, está no topo com 165 pontos, enquanto ABT Schaeffler Audi Sport, Alemanha, 2º, está com 7 pontos atrás com 158. Já se passaram 7 etapas, nesse final de semana, acontece a etapa de Berlim, realizada numa antiga base aérea usada pelos Estados Unidos durante a Guerra Fria, sendo a antepenúltima do calendário, com transmissão do Fox Sports as 09:30 com a retransmissão do treino classificatório seguido da corrida as 10:30. Boa sorte aos brasileiros e principalmente a Di Grassi, que pode ficar mais perto que nunca de seu título na categoria, que selaria uma ótima campanha desde a primeira jornada como piloto da Fórmula-E. E um agradecimento a todos que estão fazendo dessa idéia, algo inovador e que deve servir de exemplo para ser usado nas pistas e ruas de todo o mundo.

A todos, um até logo. No próximo artigo da série, o Rally entra em cena com os Sebastian’s Loeb e Ogier.

Anúncios

O que for comentado, será revertido para fundos para a criação de uma equipe Manauara-Carioca (Cosme GP para os íntimos) kkkk

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s